2.12.14

I present to you this blog and the blogger




Posso sim. Sou a Teresa, sou designer de comunicação e trabalho numa agência. Para alegrar os meus dias, tenho como hobby a ilustração e mais recentemente o blog. Vivo em Lisboa, sou casada, sou filha única, tenho dois gatos e adoro a Jane Birkin - por isso mesmo costumo usar o pseudónimo de "Being Jane Birkin".




A inspiração vem do meu dia-a-dia. Desde a velhinha que me ultrapassa na fila do autocarro ao cacto que fotografei e que decido ilustrar. Tudo o que me rodeia dá uma estória, algumas bem cómicas e são destas que gosto mais.


Gosto muito da história dos 3 porquinhos porque nos ensina que com preserverança, inteligência e trabalho conseguimos escapar do lobo mau.


Iam encontrar um frigorífico de alguém-que-está-numa-tentativa-constante-de-ser-saudável-mas-que-adora-fastfood.




Gosto de humor sarcástico e é isso mesmo que tento transmitir tanto nas ilustrações do I Saw Jesus in a Toast como nas crónicas que escrevo no blog.


Quando decidi criar o blog era sobretudo para escrever crónicas e ilustrá-las. Visto serem desabafos, como os que escrevia no meu diário quando era adolescente, decidi dar-lhe o antónimo do que na realidade são (2.0). É o meu próprio paradigma. Escrevo e ilustro para o mundo o meu diário (privado), daí o nome Crónicas Web -2.0


Até ir viver com o João, não. Agora "herdei" uma coleção gigante de máquinas fotográficas de todos os tamanhos, feitios e épocas.


A noite. É uma boa conselheira e uma boa amiga-de-copos.


Qualidades, muitas. Defeitos, nenhum!


Tanta coisa...Agora, na altura do Natal, varria a loja "A Vida Portuguesa" de uma ponta à outra. Também estou a ficar desatualizada a nível tecnológico por isso, um Macbook Air e um iPhone 6 também davam muito jeito. E...uma Chanel (estou a brincar!).


As lojas onde passo horas: A Vida Portuguesa, Capitão Lisboa e a Tiger. A loja onde gostava de passar horas: Hermès (assim fico-me só por apreciar as fabulosas vitrines que costuma ter).




Sou muito prática (às vezes até demais) quanto mais confortável melhor. Não uso saltos no dia-a-dia (mas gosto) e acho piada a um estilo mais roqueiro, mas não me consigo identificar com nenhum estilo em particular. Por isso, acho que tenho um estilo eclético.


Um caderno, uma caneta, um disco rígido (ossos do ofício), um guarda-chuva, um batom vermelho, muitos elásticos de cabelo, telefone, chaves de casa e carteira.


Calças de ganga.


Eu gosto muito do nosso pais e não me consigo ver a viver fora dele por muito que esteja virado do avesso. No entanto se tivesse, porventura, de passar alguns meses fora daqui, gostaria que fosse em Amesterdão.


Nova Iorque, mas tenho muito medo de voar.


Falo como principiante (o meu blog tem um mês), a única coisa que posso dizer é que um conceito é muito importante para começar um blog. Depois é seguir sempre com a mesma linha condutora de forma a tornar o blog coeso. E que se divirtam a fazê-lo, claro.

Sem comentários: