2.12.14

10 dicas para sermos melhores pais


Ri de ti - antes de tudo, ri! Ser pai já é difícil - se não encontras situações para te rires, vais dar em doida ao fim dos primeiros seis meses.

Ri do teu filho - os miúdos são histéricos, ri-te deles mas, acima de tudo, ri com eles.

Perdoa-te - Não existem pais perfeitos. Não. há. tal. coisa. Todos cometemos erros. Se não consegues à primeira... vais conseguir mais cedo ou mais tarde.

Perdoa o teu filho - Tal como os adultos, os miúdos também cometem erros. Faz parte da vida. Para os mais pequenos, é tudo uma questão de experimentar coisas novas e testar limites. Eles foram feitos para falhar algumas [centenas] de vezes.

Deixa o Google de lado - antes de ires ver os sintomas do teu filho no Google, liga ao teu médico. Quando vais ao google percebes que o teu filho está com uma doença grave e quando chegas às emergências percebes que é a picada de um mosquito.

A forma certa é aquela que funciona na tua família - Não deixes que ninguém nem um livro te diga o contrário. Começa com o instinto e continua. Tu conheces os teus filhos melhor que ninguém.

Bloqueia os 'haters' - quem diria que todos os 'haters' iam sair de onde estavam escondidos e fazer com que te questiones pela forma como educas os teus filhos, como é o teu estilo de vida. Ignora-os. Eles não sabem nada sobre a tua situação. E mais: 9 em 10 vezes eles só têm ciúmes de ti e da tua super família.

Diz 'Eu amo-te' e abraça os teus filhos todos os dias - Quem é que não gosta de um pouco de reconhecimento e afecto? Então dá isso aos teus filhos. Que eles nunca tenham dúvidas do quanto são amados.

Isso também vai passar -  Educar é muito difícil. Não és só tu que estás confuso e frustrado. Mesmo quem tem muitos filhos muitas vezes não faz a mínima do que está a acontecer. Aguenta a pouca sanidade que ainda tens porque isso passa.

Não sacrifiques o tempo em família - Os pratos podem esperar. Tem tempo para a tua família porque amanhã nada é garantido. A infância é um período tão pequeno, por isso aproveita. É possível que sintas falta destes momentos. Sim, mesmo dos mais chatos.

fonte: http://www.somosfamilia.pt/2014/10/10-dicas-para-sermos-melhores-pais.html

Sem comentários: