1.10.12

I present to you this blog and the blogger


Esta é a pergunta que me faz questionar, afinal quem sou eu? Entre falhas e contradições, sou uma jovem espontânea, sonhadora, tranquila quando não estou stressada, ambiciosa, ocupada com mil e um planos futuros, lutadora, persistente, por outras palavras, teimosa, muito teimosa. Gosto de estar bem com a vida, de sorrir para as pessoas na rua, de dizer «obrigada»... Tenho várias filosofias de vida, que caiem por terra quando estou apaixonada. Gosto muito de dar, um sorriso, um ombro amigo ou inspiração, e foi isso que me levou a criar o meu blogue, a vontade de partilhar com os outros os rascunhos que tenho na minha cabeça.

Geralmente a inspiração chega até mim, no entanto, quando me sinto menos motivada, procuro ler; ouvir música; escrever; ver um bom filme ou preencher o meu tempo com uma actividade que me faça despertar o meu lado mais criativo. Mas também tenho os meus tesouros! Uma foto ajuda muito, dá-me o mote para desenvolver um artigo, então aí basta-me aceder ao meu tumblr ou ao Bungalow, a minha página do facebook, e a inspiração surge.

Como não vivo sozinha, o meu frigorífico contém uma grande variedade de alimentos, mas certamente iam encontrar muitos iogurtes, leite, ovos, legumes, um chocolatezinho ou outro, água, outras bebidas sem gás e uma vez por outra um doce caseiro, por aí... 

O meu interesse de estudo é, sem dúvida, letras, ou seja, tudo que envolva escrever e comunicar é comigo, e é com isso que me identifico.

O nome «A-burguesa» surgiu durante a noite, enquanto me debatia com a dúvida do nome para a nova fase do blogue, que outrora se chamava «comoqueiras» (original, não?). Procurei não ser cliché, não usar palavras como «fashion», «style» ou «inspire», e decidi usar «A-burguesa» como uma espécie de alter-ego. Para além disso, a Burguesia sempre foi uma classe que se relacionou com a moda.

Já não, mas durante o ensino básico eu coleccionava recortes de revistas. Recordo-me muito bem dessa fase porque eu tinha uma GRANDE colecção de recortes, e de revistas recortadas. ihih.

É complicado apontar apenas uma, porque depende da ocasião e da altura do ano. Gosto de acordar cedo e aproveitar o dia todo, adoro ter as tardes livres, de passar o fim-de-tarde em casa, de sair para ver as estrelas e a lua à noite, e de dormir de madrugada.

Toda a colecção da Zara!

Zara, Bimba & Lola, Uterque e H&M

Varia muito consoante o meu estado de espírito. Tenho muita tendência para comprar roupa elegante, muito classy e chic, no entanto, o meu guarda-roupa está mais relacionado com o boho e rock festivaleiro.

Ultimamente tenho usado sempre uma mala pequena, para levar comigo o essencial. E o que é o essencial? Bom, telemóvel, chaves de casa, batom hidratante, amostrinhas de perfume (é mais prático), cartão de cidadão, passe, lenços de papel. E chega... ahah

Não falta cores neutras e nude e casacos que não uso.

Sou completamente apaixonada pelo Rio de Janeiro, mas era capaz de traí-lo pela Califórnia. Mas continuo a achar que o Porto é a melhor cidade do mundo.

Conhecer o maior número possível de países Europeus, com a mochila às costas e a máquina fotográfica na mão.

Quando começamos a trabalhar num blogue a nossa criatividade e disposição está no máximo, portanto, tira proveito dessa fase. Planeia artigos, tem ideias, apaixona-te pelo que escreves, procura imagens bonitas para ilustrar a página. Aparece quando tens algo para dizer ou mostrar, não tornes a escrita uma obrigação, porque perde a piada, e nesta fase é essencial haver motivação. Quanto mais simples e pessoal, mais sucesso terás. Boa sorte!


Sem comentários: